Lugares além das redes: Ouro Preto – MG

OuroPreto1000 (5).jpg

Quando pensei em escrever sobre lugares que conheci e gostaria de compartilhar aqui no blog, tinha em mente que precisava começar por algum lugar especial. Não somente “mais um destino turístico”, mas que fosse sobre um momento legal, que é onde quero focar. Decidi que começar falando de Ouro Preto – MG seria uma baita pedida!

Visitei a cidade em março de 2015, em uma viagem de trabalho que virou passeio. Fui com meu namorado, para fotografar um casal de noivos, a Camila e o Giovano, que não poderiam ter escolhido destino mais charmoso para suas fotos de pré-casamento. E melhor ainda: eles estavam fazendo aniversário de namoro, já aproveitaram a viagem pra comemorar e curtir este pedacinho da preparação para o casamento deles, que foi sempre pensado com muito carinho. Dois dias de fotos, mais três dias de passeio para aproveitar a cidade, tempo suficiente para ser inesquecível e deixar aquela saudade quando se lembra, e vontade de voltar mais vezes.

OuroPreto1000 (8).jpg

Eu, particularmente, nunca tinha pensado em visitar Ouro Preto, também nunca tinha parado para ler mais sobre a cidade. Já tinha ouvido falar e visto algumas matérias de lá, sabia mais ou menos onde ficava, mas nunca tinha pensado “um dia quero conhecer Ouro Preto”. Sabe como é né: nas férias, se pensa em praia, nos sonhos, se pensa em conhecer lugares turísticos do mundo, e por aí vai… Continua aquela velha história de não conseguir conhecer tudo que se tem vontade no mundo e tal.

Não tivemos muito roteiro, afinal, os noivos seriam quem iriam decidir sobre os rumos, e no final, eles também não programaram muito. Foi uma das melhores coisas do passeio, porque descobrimos juntos a cidade. Cada um havia lido alguma coisa sobre algum lugar que achou interessante na internet, e fomos juntos procurando e nos maravilhando, além de conhecer outros tantos.

OuroPreto montagem 01.jpg
Alguns momentos dos passeios

E não perdemos tempo de passeio por conta disso, porque dependendo do destino isso acontece, por termos que ficar decidindo os lugares para visitar na hora, acho que isso acontece mais em cidades maiores. O centro histórico de Ouro Preto é todo lindo, cheio de detalhes em cada paisagem, diferente de tudo o que eu já havia conhecido.

Não era nada ruim decidir o roteiro de passeios tomando um café com uma vista assim:

OuroPreto1000 (6).jpg
Foto: Marcelo Brum

Ou almoçando em um restaurante típico com sobremesas assim:

OuroPreto1000 (2)
Detalhe: os pratos do almoço mesmo eu não fotografei, mas estavam deliciosos. É porque tenho uma “pequena” quedinha por doces, aí sabe como é, não resisti né

Tudo lá tem um ar meio antigo sabe? É até meio engraçado, diferente, porque tudo parece cena de novela de época, o clima da cidade é todo assim, meio cinematográfico… um amor só! Em cada cantinho que a gente olha tem algo que remete à um tempo passado, que na verdade nem vivemos, mas que conhecemos através de histórias.

OuroPreto1000 (9).jpg
Foto: Marcelo Brum

Parece que, ao entrar naquelas casinhas, vou encontrar luz de velas e nada de televisão ou internet. Mas claro que não é assim, porque o local é todo voltado ao turismo, a estruturação que eles têm para receber visitantes, pelo que pude perceber, é ótima: muitas pousadas, além de hotéis e hostels, e independentemente se você estiver em um museu ou em um restaurante, até mesmo os seguranças ou garçons têm histórias incríveis daqueles lugares, que muitas vezes foram senzalas ou moradia de importantes nomes da história do Brasil. Dá pra perceber a vontade e o ânimo que eles têm em passar esse conhecimento, o que acaba nos instigando ainda mais a saber sobre a história de tudo.

DCIM100GOPRO

Outra coisa interessante que aconteceu lá foi justamente essa coisa de descobrir a história. Descobrir que aquela igreja que passamos várias vezes logo que chegamos na cidade (dentre as tantas que existem lá – que são muitas meeesmo!), era a famosa Igreja de São Francisco de Assis, uma das mais importantes criações de Aleijadinho, ou que a Praça Tiradentes é o local onde foi exposta a cabeça de Tiradentes no passado, ou que em uma das salas do museu Casa dos Contos foi morto o poeta Claudio Manuel da Costa, ou que o Museu da Inconfidência era uma prisão e foi construído com pedras enormes que eram carregadas pelos escravos… Tipo “CARACA!!”, muita coisa importante que eu tinha estudado na época de colégio, aulas de artes, história, literatura… tudo ali, na minha frente.

OuroPreto1000 (3)

E sei que não era só eu que não sabia de tudo isso, conversei com muita gente quando retornei, e por isso estou contando aqui também. Quero poder mostrar para mais gente como é interessante conhecer os detalhes dessa linda cidade, uma pena que não tive tempo de saber mais, e conhecer mais, mas foi uma experiência incrível.

Não quero me estender muito, mas é que tem tanta coisa legal pra contar de lá, que não posso deixar comentar sobre só mais uma coisinha: as ladeiras! Eita lugar pra gostar de subir e descer, meu Deus do céu!!! Tem umas que são impressionantes de tão íngremes. Bom pra tirar a culpa depois de comer pão de queijo e aqueles doces maravilhosos que têm por lá. 😛

OuroPreto1000 (4)

Tiveram vezes em que olhamos o caminho no mapa, e resolvemos cortar caminho para “ser mais rápido”, minha nossa, pra quê? Algumas distâncias eram menores no mapa, mas quando a gente chegava, eram praticamente uma escalada! Mas é tudo lindo e sempre compensa, passar por caminhos diferentes sempre pode levar a lugares interessantes. Fica a dica de calçar algo confortável.

Enfim, eis um resumo do que encontrei em Ouro Preto e senti por lá, o que acharam? Espero que eu tenha conseguido mostrar um pouquinho do que é. Ah, e uma hora dessas, talvez, eu ainda faça um post para falar especificamente dos lugares interessantes que conhecemos lá. Vamos ver como vão andar as coisas, já que essa é a primeira postagem desse assunto aqui no blog, de pouquinho em pouquinho eu vou contando. 🙂

OuroPreto montagem 02.jpg
Mais alguns cliques que o Marcelo fez

Uma opinião sobre “Lugares além das redes: Ouro Preto – MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *